1ª edição do Inova Amazônia destaca potencial inovador da bioeconomia

Por Redação

A 1ª edição do Inova Amazônia, em Manaus (AM), começou, nesta quinta-feira (9), em clima de celebração da cultura e das riquezas da região. Ao longo de dois dias, mais de cinco mil inscritos vão acompanhar intensa programação de atividades gratuitas no Centro de Convenções da Amazônia – Vasco Vasques. A abertura do evento contou com a presença de autoridades, representantes do Sistema Sebrae e parceiros. Antes das apresentações, o público que lotou o auditório fez um minuto de silêncio em solidariedade às pessoas que sofrem com as enchentes no Rio Grande do Sul.

O presidente do Conselho Deliberativo do Sebrae Amazonas, Antônio Carlos da Silva. Foto: Bruno Kelly.

O presidente do Conselho Deliberativo do Sebrae Amazonas, Antônio Carlos da Silva, foi responsável por dar as boas-vindas aos participantes. Segundo ele, os pequenos negócios são fundamentais para o desenvolvimento regional. “O Inova Amazônia surge neste atual cenário como uma estratégia direcionada para pequenos negócios, startups e empreendimentos inovadores aliada à bioeconomia”, avaliou.

Presidente Décio Lima se dirige aos presentes, ao lado do vice-governador do estado, Tadeu de Souza. Foto: Bruno Kelly.

O presidente do Sebrae Nacional, Décio Lima, aproveitou a oportunidade para alertar para a necessidade de um novo olhar sobre a Amazônia. Ele fez questão de ressaltar que a união da inovação com a sustentabilidade gera um novo modelo de desenvolvimento, que gera emprego e renda. “É preciso compreender que não podemos mais imaginar, no mundo atual, um processo econômico que não contemple a sustentabilidade e a inovação. Esses dois conceitos estão revolucionando a economia tradicional, principalmente em regiões com uma biodiversidade tão rica como a Amazônia”, comentou.

Nesse contexto, o evento que estamos realizando aqui une a bioeconomia e os pequenos negócios que têm um papel central na economia brasileira, ao representarem 95% das empresas do país e gerarem 55% dos empregos. O Inova Amazônia traz novas perspectivas para a vida das pessoas que mais conhecem a natureza. Que transformam a floresta em riqueza, mas sem agredi-la.
Décio Lima, presidente do Sebrae.

Representando o ministério da Integração e do Desenvolvimento Regional, a secretária Adriana Melo afirmou que o governo federal acredita na bioeconomia como um modelo de desenvolvimento viável para a Amazônia. “A bioeconomia consegue integrar muito facilmente as diretrizes de inclusão socioprodutiva e a inovação, a partir do conhecimento tradicional e da potencialidade econômica”, explicou.

O vice-governador do estado, Tadeu de Souza, prestigiou o evento e destacou o trabalho conjunto que vem sendo feito pelos setores público e privado para desenvolver um potencial que transforme a vida das pessoas, gerando empregos e rendimentos a partir da exploração sustentável de ativos florestais. “Recebemos em Manaus empreendedores e pesquisadores, de dentro e fora do país, que pensam a Amazônia do amanhã”, comentou.

Por sua vez, a diretora superintende do Sebrae Amazonas, Ananda Pessoa, destacou a oportunidade do evento para mostrar a riqueza, beleza e qualidade do que é produzido na região. “Não é à toa que a Amazônia é lembrada por todos. Vocês vão ver aqui o que já fazemos e entregamos para o Brasil e para o mundo. São produtos de alto nível feitos a partir da floresta, com a chancela do INPI, como Indicações Geográficas”, comentou.

A realização do Inova Amazônia conta com o apoio do Governo do Amazonas e parceiros como a Vale, a AL-Invest Verde, a Finep e a Rede Amazônica. O vice-governador do estado, Tadeu de Souza, também marcou presença na abertura oficial do evento. Ele reforçou o potencial de novos modelos de negócios em impactar a região, bem como todo o país. “Nosso propósito é impulsionar esse ambiente de negócios inovadores e sustentáveis, que não há em nenhum lugar do mundo”, frisou.

Foto: Bruno Kelly.

Programação

Durante os dois dias do Inova Amazônia, o público visitante terá a chance de conhecer 80 negócios focados na conservação da biodiversidade e desenvolvimento econômico respeitando os ecossistemas amazônicos e as comunidades locais. Além do espaço para exposição, o evento vai promover conexões e networking entre negócios.

Também serão realizadas mentorias coletivas, rodadas de negócios e de investimentos, além de palestras com convidados renomados para ajudar a impulsionar os negócios locais.

O evento apresenta ainda o 1º workshop de Indicações Geográficas e Marcas Coletivas do Amazonas, onde serão apresentados conteúdos sobre o desenvolvimento de comunidades e o papel delas para o ecossistema de cada região.

Para se inscrever gratuitamente e conferir toda a programação. Clique aqui.

Participe do nosso grupo no Whatsapp e seja o primeiro a receber as notícias do blog ThomazRural!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Participe do nosso grupo no Whatsapp e seja o primeiro a receber as notícias do blog ThomazRural!


%d blogueiros gostam disto: