SEBRAE/AM realiza seminário sobre o Programa Cidade Empreendedora que já está em 11 municípios do AM

Continua após a publicidade..

SEBRAE/AM realiza seminário sobre o Programa Cidade Empreendedora

Com a presença de um representante do SEBRAE Nacional, o evento tem como objetivo alinhar o corpo técnico da instituição para a execução do programa em 2024

Continua após a publicidade..

Levar mais políticas públicas realizando um trabalho em conjunto com o objetivo de aplicar soluções que garantam qualidade de vida, geração de emprego e renda para a população, além de transformar o ambiente de negócios nos municípios, é assim que o Cidade Empreendedora visa dar continuidade ao programa em 2024. Por isso, o SEBRAE/AM organizou um seminário de alinhamento nesta terça-feira (6), realizado na sede da instituição, no Auditório Eurípedes Lins.

Com aproximadamente 6 mil pessoas impactadas pela execução do programa no Amazonas em 2023, o Cidade Empreendedora operou em 11 municípios do estado, implementando mais de 800 ações. Diante desses resultados significativos, o evento teve como propósito apresentar os impactos alcançados e alinhar a execução do programa para o ano de 2024.

Com a participação do SEBRAE Nacional, o evento contou com a presença dos gestores dos escritórios regionais, além do corpo técnico da Unidade de Empreendedorismo no Interior (UEI), bem como da Diretoria Executiva do SEBRAE/AM.

Continua após a publicidade..

Para o coordenador nacional do Cidade Empreendedora, Mauricio Tedeschi, o seminário representa um momento crucial para o alinhamento e integração entre as áreas envolvidas, além de proporcionar o entendimento das peculiaridades do programa no Amazonas. “O seminário nos permite conhecer, ouvir e identificar boas práticas, a fim de entender as especificidades e alternativas de trabalho. Podemos aprender com as soluções encontradas aqui no SEBRAE Amazonas e, eventualmente, disseminar essas boas práticas para outras unidades da federação”, explica Tedeschi.

Com o início de 2024, o programa já começou a mapear as demandas nos territórios. Quinze municípios assinaram o termo de adesão para a execução do programa este ano. Municípios como Manicoré, Beruri, Careiro da Várzea, Tefé, São Sebastião do Uatumã, Novo Aripuanã e Parintins aderiram pela primeira vez. Além disso, Atalaia do Norte, Presidente Figueiredo, Novo Airão, Envira e Benjamin Constant continuarão com o Programa Cidade Empreendedora, enquanto Coari, Ipixuna e Alvarães, que aderiram ao programa em 2023, seguirão com as atividades até o primeiro semestre de 2024.

Apesar dos desafios logísticos para acessar os municípios, o gerente da UEI, José Antonio Cardoso Fonseca, explica que o seminário é um ponto forte da atuação do programa. “O alinhamento estratégico é fundamental para a continuidade do programa no estado. Assim, podemos apresentar os resultados do primeiro ciclo do Cidade Empreendedora, traçar novas abordagens e integrar ainda mais nosso corpo técnico para que, em colaboração com as prefeituras, possamos executar um plano de trabalho específico para cada município”, enfatiza o gerente.

Continua após a publicidade..

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



%d blogueiros gostam disto: