Sebrae encerra exposição com lançamento de novos produtos durante a 45º Expoagro

Continua após a publicidade..

Apoiadas pelo Sebrae Amazonas, as queijarias Original e Tradição D’Lourdes lançaram novos queijos produzidos no município de Autazes.

Por ASN Amazonas

Continua após a publicidade..

Com o propósito de expandir e qualificar a venda de queijos amazonenses em todo o estado e no Brasil, o Sebrae Amazonas promoveu o lançamento de novos produtos fabricados artesanalmente pelas queijarias Original e Tradição D’Lourdes. A ocasião foi celebrada durante a 45º Expoagro no novo Parque de Multiuso Dr. Eurípides Ferreira Lins, situado no quilômetro 2, da rodovia BR-174 (Manaus-Boa Vista).

Com destaque para os queijos com tucumã e castanha, a produtora da Queijaria Tradição D’Lourdes, Arleane Costa, levou para a exposição os novos produtos originados na Comunidade de Novo Céu, distrito do município de Autazes, interior do Amazonas. Ela relata que a criação dos produtos contém ingredientes da culinária regional, como o x-caboquinho.

Continua após a publicidade..

“O queijo com tucumã é resultado de uma sugestão de praticidade para os amazonenses que amam comê-los no café da manhã e a outra ideia também, o queijo com castanha, por exemplo, foi aceito de forma imediata pelo público e é com base nessa aceitação que buscamos o registro de reconhecimento, pois beneficia toda a cadeia produtiva do queijo artesanal no Amazonas”, ressaltou Arleane.

QueijoProdutos Queijaria D’Lourdes. Foto: Wellington Mamud

A Queijaria D’Lourdes coleciona prêmios com os variados queijos produzidos, o negócio já foi o grande campeão do Amazonas na 41ª Expoagro durante o Torneio do ‘Melhor Queijo Tipo Coalho do Estado’. Atualmente, a fazenda possui um rebanho de mais de 300 cabeças, entre bovinos e bubalinos e produz cerca de 67 quilos de queijo por dia.

queijoProdutos Queijaria Original. Foto: Wellington Mamud

Continua após a publicidade..

Outro empreendimento fruto de um trabalho de geração familiar, a Queijaria Original, que já comercializava seus produtos artesanais no próprio município, agora conta com o apoio do Sebrae (AM) para expandir a venda de seus queijos para todo o estado. O proprietário do negócio, Neto Paiva, afirma que o espaço promovido pela instituição na expoagro foi essencial para incentivar a queijaria na busca pelo registro de identidade do queijo coalho produzido há anos pela família.

“Este é o nosso propósito, queremos gerar uma identidade para o nosso queijo, queremos agregar valor de mercado para o Amazonas, e uma vez que reconhecido pelo registro de Indicação Geográfica (IG), nossas chances de expandir o negócio, serão muito maiores,” enfatizou Neto.

A Queijaria Original está situada na Fazenda Água Verde, e já foi contemplada como ‘Melhor Queijo de Autazes’ durante a 23ª Feira Agropecuária do município e 24ª Festa do Leite no ano passado.

Nesta edição da 45º Exposição Agropecuária, o governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Produção Rural (Sepror), também realizou a premiação dos vencedores dos concursos de Queijo Coalho e Doce de Leite, competições tradicionais durante a realização das edições da Expoagro do Amazonas. A campeã nas duas categorias foi a Leiteiria Macunary, do município de Parintins. A Leiteria apoiada pelo Sebrae também recebeu a Certificação Selo Arte de sete novos produtos artesanais derivados de leite.

Continua após a publicidade..

queijo macuranyRecebimento do Selo Arte da Leiteria Macurany. Fonte: Idam

De acordo com o governo do estado, pelo menos 300 mil pessoas estiveram presentes ao longo dos cinco dias de evento. A expectativa é que esta edição tenha movimentado mais de R$ 195 milhões em negócios, que contou com 450 expositores do setor primário, ações de crédito rural, workshops, orientações sobre pecuária sustentável, oportunidades para fazer negócios, contatos e novas tecnologias disponíveis no mercado, beneficiando pequenos, médios e grandes produtores rurais.

Indicação geográfica

Em agosto de 2022, os produtores amazonenses de queijo que atuam em Atuazes e região, participaram de um intercâmbio na região da Serra da Canastra, em Minas Gerais, onde assistiram a palestras e conheceram os processos de produção dos queijos mais premiados do Brasil. A comitiva viajou a convite do Sebrae Amazonas, que atua na consolidação da iguaria local como Indicação Geográfica (IG).

Após a assinatura do laudo de delimitação da área onde o queijo característico de Autazes e região é produzido, os produtores adequam os negócios e aguardam o trâmite para a comprovação junto ao Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI) de que o produto atende as exigências e está apto ao selo de Indicação Geográfica.

Para consolidar este processo, atuam, além do Sebrae, a Secretaria de Estado da Produção Rural (Sepror), Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), entre outras entidades e agentes.

Confira a galeria do estande Sebrae Amazonas: 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



%d blogueiros gostam disto: