Será que os doutores em “clima e ambiente” prestigiarão esse workshop. Lógico que não! Sabem tudo!

Opinião:

É aqui que o recurso internacional deve ser aplicado, nesses atores, Sistema SEPROR, Embrapa etc.

Destinar para ONGs ambientalistas é continuar aumentando a pobreza no AM e mantendo ótimos salários e viagens para a diretoria. Até hoje ninguém sabe quanto ganha o superintendente da FAS, não respondeu ao ser perguntado na CPI. Espero que o senador Plínio continue firme na transparência com as ONGs ambientalistas que atuam no Amazonas. Já chega de enrolação com as comunidades do Amazonas.

Que bom ver o dia de campo na Fazenda Manancial.

Depois me digam quantos doutores em clima e ambiente estarão presentes nesse encontro. Se não visitam a EMBRAPA, imagino participar de tais eventos. Quanto visitam à SEPROR é visando convênio, idem SEDECTI. Só não enxerga quem não quer ver…

THOMAZ RURAL

Participe do nosso grupo no Whatsapp e seja o primeiro a receber as notícias do blog ThomazRural!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Participe do nosso grupo no Whatsapp e seja o primeiro a receber as notícias do blog ThomazRural!
%d blogueiros gostam disto: