Se tivessem feito antes a história seria outra. Vocês me ouviram, ribeirinho agradece. Agora é Manicoré!

Continua após a publicidade..

Opinião:

Resgatei essa foto da primeira EXPOAGRO, da volta, depois de 6 anos porque não tinha dinheiro (kkkk). Wilson e Petrucio me ouviram e pautaram o GARANTIA SAFRA no Plano Safra do AM. Hoje, já temos ribeirinhos recebendo ajuda financeira que há 20 anos jorrava milhões para os agricultores da seca no nordeste. Por aqui, nem ligavam, eu que trouxe este assunto ao Estado, era simples gestor da CONAB, e nem era pauta da CONAB, era sensibilidade com a turma da canoa.

Continua após a publicidade..

A ausência do GARANTIA SAFRA no Amazonas é um dos maiores símbolos do descaso com o RIBEIRINHO, o pequeno produtor rural, o que planta para sobreviver e tem que esperar rancho para não morrer de fome.

Só o Wilson e Petrucio fizeram a adesão ao programa do governo federal. Só eles ouviram meus apelos. Bandeira minha que tive imediato apoio da FAEA, FETAGRI e OCB. Depois vieram outros.

Eron não conseguiu nem com Eduardo nem com Omar, nem Sidney conseguiu com o Melo.

Continua após a publicidade..

Esse GARANTIA SAFRA se já tivessem há mais tempo tinha ajudado muito na atual SECA.

Ainda bem que o novo SEPROR, Daniel Borges, tá tocando a pauta e chegando a MANICORÉ.

Aproveito para TODAS as lideranças do AM cobrem mais o GARANTIA SAFRA ao Amazonas, outras secas e cheias virão, rancho demora e fora “outras coisas”.

Continua após a publicidade..

GARANTIA SAFRA hoje é a injeção de 1.200,00 (aumentado no governo Bolsonaro) direto na veia do produtor rural, do pequeno, sacado nas agências lotéricas da CAIXA.

Quem autorizou a adesão do NORTE (mas só o AM está hoje) foi a presidente Dilma, mas só Wilson e Petrucio assinaram o documento abaixo.

Outros governadores não fizeram alegando não ter RECURSO para o aporte do Estado. É brincadeira!

Continua após a publicidade..

THOMAZ RURAL

A Secretaria de Estado de Produção Rural (Sepror), por meio da coordenação do Programa Garantia Safra no Amazonas, realizou nesta semana, reunião virtual com órgãos públicos e sindical do município de Manicoré (distante 332 quilômetros da capital) com objetivo de explicar procedimentos que poderão viabilizar a entrada do município no programa do Governo Federal a partir do período de safra 2023/2024, quando serão atendidas as microrregiões de Manaus e do Madeira.

 O encontro foi conduzido pelo coordenador Heitor Liberato, e contou com a participação de cinco representantes do município e do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Manicoré.

Segundo Heitor Liberado, a seca dá mais visibilidade ao programa, logo os municípios ficam mais interessados em busca do auxílio federal para as comprovadas ocorrências de perda total durante a safra, suas causas e efeitos.

“Esta é a primeira reunião ordinária com um município da Microrregião do Madeira, que tratou dos Macroprocessos desenvolvidos durante a aplicação do Programa. Temas como perfil do beneficiário, culturas cobertas pelo Programa, inscrições, adesões, aportes e pagamento foram tratadas ao longo da reunião. Os próximos passos serão realizar reuniões de apresentação do Programa aos demais municípios das Microrregiões do Madeira e de Manaus e, posteriormente, encaminhar os termos de adesão para que os Prefeitos assinem juntamente com o Governador do Estado”, explicou o coordenador.

Participaram da reunião Alan Sabóia (Sepror), Luciano Melo, Adriano Araujo e Caroliny Almeida, da Secretaria Municipal de Agricultura, produção e Abastecimento (Semapa de Manicoré); Jefferson Sodré e Mariza Lisley, do escritório local do Idam, e Viviane Carvalho, pelo Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Manicoré.

FOTOS: Divulgação/Sepror

Contatos para a imprensa: Assessoria de Comunicação da Secretaria de Estado de Produção Rural (Sepror) Deyserreen Costa

Sepror realiza reunião de implementação do Garantia Safra no município de Manicoré

3 thoughts on “Se tivessem feito antes a história seria outra. Vocês me ouviram, ribeirinho agradece. Agora é Manicoré!

  • novembro 13, 2023 em 8:38 pm
    Permalink

    Enquanto se recusarem a ouvir quem conhece realmente às necessidades do nosso povo, estaremos convivendo com amadores brincando de gestores. Paraopeba luta amigo Thomáz!

    Resposta
  • novembro 13, 2023 em 8:44 pm
    Permalink

    Enquanto se recusarem a ouvir quem conhece realmente às necessidades do nosso povo, estaremos convivendo com amadores brincando de gestores. Parabéns pela luta amigo Thomáz

    Resposta
    • novembro 15, 2023 em 8:43 pm
      Permalink

      Digo isso da senhora, que muito me ensinou e ensina

      Resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



%d blogueiros gostam disto: