Só agora o governador do Pará descobriu que “atrás da floresta tem gente…”

Continua após a publicidade..

Opinião:

Não estou afirmando que é errado, mas é fato que esse apoio do governo federal, quase exclusivo ao Pará na região Norte, decorre do fato do governador Wilson Lima ter apoiado o Bolsonaro na última eleição. Depois vem o papo de que a eleição já passou e vamos governar para TODOS (que estiveram ao meu lado).

Continua após a publicidade..

O Pará já levou a COP30 que será em 2025 e já está recebendo bilhões para estruturar a capital, Belém. Nessa conquista, o Pará contou com o GOL CONTRA de doutores em clima e ambiente do governo, e de fora dele, mas muito próximo, que tiraram o governador Wilson Lima do evento mundial logo após a eleição dizendo que o presidente Lula estaria na última COP. Gol Contra o Amazonas em altíssimo grau. Se o governador não mudar esses assessores a pobreza e a exportação de empreendedores só vai aumentar no Amazonas. Talvez na UEA, UFAM e Universidade privadas não tenhamos, hoje, doutores com tanta habilidade para captar recursos internacionais, mas é um processo, irão aprender. Mas garanto que teremos resultados HUMANOS radicalmente diferentes do passado, quando, em 2018, mesmo com a chuva de bilhões que vieram ao Amazonas, o governador Wilson Lima recebeu o estado com metade na pobreza. Ao manter os mesmos interlocutores, ideias e ações com a floresta em pé, a pobreza já está em 58% e mais gols contra. Zero de retorno financeiro com a floresta em pé, por isso os quase 60%. Estamos lisos, inalando fumaça com a floresta em pé. Se tem aquecimento global não fomos nós os responsáveis, mas somos nós que estamos lisos e botando fumaça para dentro, enquanto se discute em NOVA YORK a sustentabilidade. É brincadeira!

O jogo de estreia da seleção brasileira nas Eliminatórias foi em Belém.

No passado, não tão distante, o Amazonas teve o apoio do governo federal, o mesmo que está hoje, para o gasoduto, arena e ponte. Alguns bilhões! Qual a razão do apoio lá atrás, e agora nada ou pouco?

Continua após a publicidade..

Na condição de amazonense, defendendo meu estado, e conhecendo um pouco do passado da região, e no caso do Pará, a família Barbalho já teve o poder por décadas. Já teve ministro, e voltou a ter novamente. Nada contra!

Mas em defesa de quem vive na FLORESTA não posso aceitar que continuem jogando a SOLUÇÃO para o FUTURO. O “HOJE!” que está no cartaz do GLOBAL CITIZEN só serve para quem está lá fazendo turismo.

As “PESSOAS DA FLORESTA” continuam nos discursos de quem já está há décadas no comando, como é o caso do Pará desmatado, mas tem mineração que não deixam fazer no Amazonas.

Continua após a publicidade..

As “PESSOAS DA FLORESTA” que estão com FOME hoje, só estão nos PROJETOS FUTUROS.

O governador do Pará chegou a “grande conclusão” (veja vídeo) de que “atrás da floresta tem gente“. Décadas para chegar nessa conclusão?

Do Norte, o Wilson Lima é uma das lideranças políticas mais jovens que tenho conhecimento. É que menos tempo para acertos e erros. Se fizer ajustes em algumas áreas do governo estadual, hoje ele, só ele, já sabe onde está o gargalo, e se a ALEAM pensar no coletivo e não no individual, ajudando, poderemos ter novos avanços nos próximos 3 anos e 4 meses. Mas é preciso mudar a partir de 2024.

Continua após a publicidade..

Sou amazonense, meu partido é o Amazonas!

É bom deixar claro que a FLORESTA VAI CONTINUAR EM PÉ, não vamos repetir os erros dos outros países e estados do Brasil, já sabemos que a EMBRAPA tem tecnologias suficientes para virar a chave com sustentabilidade. Sem inventar a roda!

THOMAZ RURAL

Participe do nosso grupo no Whatsapp e seja o primeiro a receber as notícias do blog ThomazRural!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Participe do nosso grupo no Whatsapp e seja o primeiro a receber as notícias do blog ThomazRural!


%d blogueiros gostam disto: