Tá certo o governador! Já chega de esconder a nossa triste e dura realidade ao mundo. Aponto o que nos levou a isso…

Continua após a publicidade..

Opinião:

É fato que ainda não conseguimos melhorar a vida de quem preservou a floresta em pé para a saúde do planeta, para a saúde dessa plateia de Washington, nos EUA.

Continua após a publicidade..

A diferença positiva entre o atual governo estadual (Wilson Lima) dos ex-governadores está na abertura da caixa preta que é mostrar ao mundo a péssima qualidade de vida dos verdadeiros guardiões da floresta. Isso não era mostrado. Isso o atual governador Wilson Lima tem feito muito bem, tem sido franco, verdadeiro, sem procurar esconder em todos os fóruns em que participa. Sabe que já teve quatro anos, mas não sai por aí dizendo que aqui tudo está as mil maravilhas, porque vai na ponta, nos quatro cantos do gigante Amazonas e sente que não está.

De fato, ainda estamos tentando implementar inovações do século passado no Amazonas, enquanto o mundo está em outro patamar, e para que comece a mudar esse cenário nos próximos 3 anos e 4 meses do segundo mandato, tomo a liberdade de fazer os seguintes comentários que, no meu ponto de vista, nos levaram a triste realidade de ter mais da metade da população na pobreza num estado rico e preservado.

  • Quando a modelo ZFM foi implementado a missão era desenvolver o AGRO, COMÉRCIO e INDÚSTRIA;
  • O AGRO nunca foi prioridade, nem o Distrito Agropecuário decolou; a abertura acabou com o COMÉRCIO e nos resta o Polo Industrial de Manaus, a indústria, constantemente atacada por outros estados. O Polo não manteve a floresta em pé, mas é fato que a retirada dos incentivos será um caos ao Amazonas;
  • Maior símbolo do descaso foi o CBA ficar 20 anos sem CNPJ;
  • Os ambientalistas que estão no governo há mais de 10 anos, com origem na FAS, nunca tiveram como prioridade fazer o ZEE – Zoneamento Econômico Ecológico. Mesmo o ZEE sendo uma política ambiental. Não é estranho? Pois é, eles ainda continuam dando as ordens na questão ambiental do Amazonas. Já passou da hora de oxigenar essa área com doutores da região, da UFAM, UEA, IFAM e das Universidades Privadas;
  • Reforço o item acima com dois indicadores. O governador Wilson Lima recebeu o governo com metade da população na pobreza, hoje já chegamos a quase 60%;
  • Foi um erro gravíssimo a área ambiental não ter priorizado o ZEE. É sim responsável por grande parte do aumento da pobreza no gigante Amazonas, pois sem ZEE atiramos, às cegas, para todos os lados desperdiçando todo tipo de esforço;
  • Não conseguiram transformar a floresta em pé em recurso no bolso do guardião para reduzir a pobreza que só faz crescer. Projetos equivocados! Vejo seguindo a mesma direção com os R$ 78 milhões do banco alemão que deveriam ter ido ao IDAM. Aliás, o banco até manteve reunião com o IDAM, mas ……
  • Outro grande erro foi criar um programa para remunerar serviços ambientais e pagar só R$ 50 reais por longos 14 anos. Que mensagem passamos ao mundo desse serviço importante que só pagamos R$ 50 reais. Se o objetivo foi captar mais recursos, penso que conseguiram!
  • Mas foi feito o que com os recursos captados, incluindo os do Fundo Amazônia já que a pobreza só aumentou por aqui?;
  • Participei ao longo de 35 anos de vida profissional de centenas de reuniões onde a pauta sempre foi licenciamento ambiental e regularização fundiária. E os avanços?
  • Diferente do governador Wilson Lima, observem nas mídias as mensagens levadas ao mundo por alguns doutores em clima e ambiente. Até que a nova pandemia vai começar por aqui já foi espalhada. Já disseram que em 2010 passado a Amazônia seria um deserto. Que absurdo!
  • Com 97% preservado o que alguns ambientalistas mais se falam é em desmatamento, esquecem da renda digna a quem preservou;
  • Alerto também para as palavras AmazÔNIA e AmaZONAS usadas, no meu ponto de vista, estrategicamente e tem nos prejudicado enormemente;
  • Não é estranho a BR-319 sem solução, até ministro já tivemos;
  • Temos que identificar e acabar com os GOLS contra que levamos;
  • Que força superior é essa que vem travando o Amazonas e aumentando a pobreza?

Se o Amazonas não mudar de interlocutor público e privado na área ambiental junto ao estado, Brasil e ao mundo infelizmente a pobreza só vai aumentar. Avisei em dezembro de 2018, só fez aumentar, aviso hoje novamente.

Continua após a publicidade..

Abaixo, mensagem postado na página pessoal do governador Wilson Lima.

“…Em Washington, nos EUA, participei do evento do LIDE, Grupo de Líderes Empresariais, onde buscamos atrair investimentos para ações importantes que visem o desenvolvimento dos estados e municípios brasileiros. Alertei que, enquanto o mundo discute tecnologias como metaverso e inteligência artificial, as populações da Amazônia ainda anseiam por inovações de séculos passados, como saneamento básico, energia elétrica e comunicação. Estamos trabalhando para garantir que nosso povo tenha acesso a esses serviços, transformando para melhor a vida dos verdadeiros guardiões da floresta...”

THOMAZ RURAL

Continua após a publicidade..

2 thoughts on “Tá certo o governador! Já chega de esconder a nossa triste e dura realidade ao mundo. Aponto o que nos levou a isso…

  • setembro 6, 2023 em 3:26 pm
    Permalink

    … e não falou nada da Segurança Alimentar? – Eis a chave de prosperidade no interior, – tirar a necessidade dos guardiões da floresta em se ocupar 70% do tempo com a procura de alimentos saudáveis para se e sua família.

    Resposta
  • setembro 6, 2023 em 3:43 pm
    Permalink

    Levar dinheiro para a Amazônia profunda é algo tóxico, do jeito da Parábola dos Talentos Confiados (Mateus 25:14-30, Lucas 19:11-27). – Dinheiro não se come e, que dói é a falta de oportunidades básicas! Em vez de levar dinheiro para comprar o peixe – trás soluções como pescar de maneira sustentável!

    Resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



%d blogueiros gostam disto: