Imperdível esse WORKSHOP da Cafeicultura. Inscrições abertas! Vou divulgar a lista de participantes.

Continua após a publicidade..

Opinião:

Essa é uma cultura que vem crescendo muito no Estado. Tem gigantesco potencial, e sempre a nossa EMBRAPA envolvida, e faz parte das cadeias prioritárias identificadas por técnicos do IDAM e incluídas no primeiro Plano Safra do Amazonas lançado em 2019.

Continua após a publicidade..

A Conab não pode faltar, pois é quem faz o levantamento de safra, precisa conhecer, cada vez mais, essa cadeia produtiva.

Tem mais outros atores públicos e privados que devem participar. Depois vou DIVULGAR quem foi e quem NÃO foi.

O AGRO é o caminho e parceiro do setor do setor de serviço, do comércio e indústria para interiorizar a economia e reduzir a pobreza. Não tem outro caminho! Nem precisa inventar a roda, é fazer o feijão com arroz.

Continua após a publicidade..

THOMAZ RURAL

Abaixo, matéria da EMBRAPA

Continua após a publicidade..

https://www.embrapa.br/en/busca-de-noticias/-/noticia/83052338/inscricoes-abertas-para-workshop-sobre-10-anos-de-pesquisas-e-transferencia-de-tecnologia-para-cultivo-de-cafe-clonal-no-am

Estão abertas as inscrições para o Workshop “Cafeicultura no estado do Amazonas: Avanços e perspectivas”. Trata-se de um evento técnico-científico voltado para profissionais e produtores envolvidos com  a cadeia produtiva do café, órgãos públicos e para a iniciativa privada ligada ao setor primário do estado, bem como estudantes interessados no tema. O objetivo é fazer um balanço dos principais avanços e das perspectivas de desenvolvimento da cafeicultura do Amazonas, que em 2023 completa 10 anos do início dos trabalhos de pesquisa, transferência de tecnologia, assistência técnica e fomento para o cultivo do café clonal no estado.

Para abordar essa experiência e identificar os desafios para orientar políticas públicas e fortalecer a cadeia produtiva do café no estado será realizado, no dia 14 de setembro, em Manaus, o Workshop, que é coordenado por equipes que trabalham em ações para desenvolvimento da cafeicultura no Amazonas nas seguintes instituições: Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), Universidade Federal do Amazonas (Ufam), do Instituto Federal do Amazonas (Ifam), Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Estado do Amazonas (Idam) e Secretaria de Estado de Produção Rural (Sepror).

Continua após a publicidade..

De acordo com os organizadores, com a introdução de novas tecnologias de produção para a cafeicultura no Amazonas, na última década, foi possível melhorar a produtividade, aumentar a renda familiar dos produtores e reduzir a pressão sobre o ambiente com o uso mais eficiente do solo. A proposta de retomada da cafeicultura no estado traz a ideia de produção familiar, numa perspectiva de sustentabilidade, fundamentada na prática de agricultura regenerativa, na qual áreas alteradas e em processo de degradação se tornam produtivas com o uso de boas práticas agrícolas.

Um balanço inicial dessa última década, em que vem ocorrendo ações de pesquisa e transferência de tecnologia para cafeicultura, é que houve avanços na produção e na qualidade de bebida dos cafés produzidos no Amazonas, mas ainda há entraves que interferem na cadeia produtiva. Para discutir essas questões, será realizada a seguinte programação, no dia 14, a partir de 8h, no auditório Samaúma, da Ufam, em Manaus, AM. Após a abertura institucional, haverá de 9h às 12h da manhã  uma mesa-redonda com o tema “Cafeicultura no Estado do Amazonas”, tendo como moderadora a professora  Maria Teresa Gomes Lopes (Ufam), e o seguintes palestrantes: Hugo Cesar Tadeu (Ufam) que falará sobre  “Histórico da Cafeicultura no Amazonas”; o pesquisador da Embrapa Café, Marcelo Curitiba Espíndula, que abordará os “Dez Anos de Avanços da Cafeicultura Clonal no Amazonas”; o professor Fábio Medeiros Ferreira (Ufam) que vai expor sobre “Avaliação de Cultivares de Cafeeiros Robustas Amazônicos nas Condições de Clima e Solo do Amazonas”; e Antônio Fernando Guerra (Embrapa Café) que vai apresentar o “Programa Nacional de Pesquisa e Desenvolvimento do Café”.

No período da tarde, de 13h30 às 17h, acontece outra mesa-redonda com o tema “Perspectivas da Cafeicultura no Amazonas”, tendo como moderador o pesquisador da Embrapa Amazônia Ocidental, José Olenilson Costa Pinheiro, e os seguintes palestrantes: Ana Cecília Lobato (Idam) que vai expor sobre “Fomento, Assistência Técnica e Extensão Rural no Amazonas”; Elen Blanco Perez (Idesam) que vai falar sobre o “Café Apuí Agroflorestal”; o analista da Embrapa Rondônia, Calixto Rosa Neto, que apresenta “Diagnóstico da Cadeia Produtiva do Café no Estado do Amazonas”; e os representantes da Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI),  Antonio Carlos Tafuri e Eduardo Tosta, que vão expor sobre a “Atuação da ABDI para o desenvolvimento sustentável da cafeicultura da Amazônia”. O workshop terá como relatores Denis César Cararo (Embrapa Rondônia) e Andrey Luis de Sousa (Ifam).

As inscrições estão para participar do workshop podem ser feitas no site da Embrapa Amazônia Ocidental, no link https://www.embrapa.br/eventos/inscricao/-/inscricao/pre-inscricao/478294/cafeicultura-no-estado-do-amazonas-avancos-e-perspectivas

O evento conta com apoio da ABDI, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam), Consórcio Pesquisa Café, Prefeitura de Rio Preto da Eva, Instituto de Conservação e Desenvolvimento (Idesam), Federação da Agricultura e Pecuária do Amazonas (FAEA-AM), CREA-AM , Fazenda Progresso e Eneva.

Síglia Souza
Embrapa Amazônia Ocidental
[email protected]
Phone number: (92) 3303-7852

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



%d blogueiros gostam disto: