Cidade Empreendedora realiza Oficina de Boas Práticas de Produção da Farinha no município de Novo Airão

Continua após a publicidade..

A oficina foi realizada durante dois dias, onde os produtores puderam aprimorar técnicas para a produção da farinha de mandioca com qualidade

Para melhorar o processo produtivo da farinha de mandioca, a Prefeitura de Novo Airão, em parceria com o Sebrae Amazonas, por meio do Programa Cidade Empreendedora, realizou nos dias 23 e 24 de agosto, na comunidade Angelim, km40 da AM 352, a Oficina de Boas Práticas de Produção da Farinha.

Continua após a publicidade..

Na oficina, foram abordados os procedimentos do fluxo da produção, desde a obtenção de ingredientes, matérias-primas e embalagens até a distribuição do produto, visando garantir a qualidade, conformidade e segurança dos produtos destinados à alimentação humana.

Para o Secretário Municipal de Agricultura, Pesca e Pecuária (SEMAPP), Ângelo Medeiros, a oficina ampliou as perspectivas dos produtores rurais de farinha do município, trazendo técnicas, normas e mais qualidade para os produtos produzidos. “A oficina é de suma importância, tanto para os produtores quanto para o município. Assim conseguiremos produzir produtos com mais qualidade, gerando oportunidades e agregando valor”, explica o secretário.

A oficina foi ministrada para 30 produtores, divididos em duas turmas e em aulas teóricas e práticas. Conforme a responsável pelo alinhamento das ações, a técnica da SEMAPP, Priscilla Silva, as técnicas ensinadas proporcionaram durante os dois de atividades trouxeram resultados positivos. “A oficina foi muito positiva. Os produtores aproveitam para aprender e trocar experiências, todos colocaram a mão na massa durante os dois dias e isso foi muito legal”, explica Silva.

Continua após a publicidade..

Dentre as abordagens os participantes receberam capacitação sobre a matéria-prima; a localização e estrutura de uma casa de farinha; vestuário, saúde e hábitos do farinheiro; selecionar as manivas; armazenamento das raízes; controle de pragas e animais; a qualidade da água e a higienização da casa de farinha, dos equipamentos e utensílios; primeira lavagem e descascagem manual; etapas da produção; ralação, prensagem, esfarelamento, peneiramento, escaldamento, torragem e resfriamento; e peneiramento, classificação e embalagem.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



%d blogueiros gostam disto: