Não foi essa a ordem dada pelo governador Wilson Lima!

Continua após a publicidade..

Opinião:

Recebi no meu celular cobranças de ações que estão sendo realizadas pela ADS diferentes do que foi prometido em 2018. Talvez alguns da ADS não saibam, mas recebo essas cobranças de pessoas que sabem da minha participação na campanha de 2018, na elaboração dos 20 compromissos de campanha, dos vídeos e gravações pedindo voto para o governador Wilson Lima e, corretamente, ficam me cobrando.

Essas pessoas que me cobram, com razão, sabem que não é o atual comportamento da ADS, em determinadas ações, que foi prometido em 2018 e que vem prejudicando a imagem do governador Wilson Lima no cenário do setor primário, junto ao pequeno produtor rural, onde representam 95% no Estado. O que foi construído pelo governador Wilson Lima nos quatro primeiros anos de governo, com resgates históricos já listados aqui, não pode ser descontruído.

Continua após a publicidade..

Não vou citar nomes, não quero expor ninguém, mas não faz o menor sentido a ADS comprar, via PREME, sem licitação, R$ 5.880.000,00 de apenas CINCO fornecedores (carnes, polpas e pescado). Já sabemos que todo ano tem que comprar carne, polpa e pescado para a alimentação escolar, então, sem licitação, só se for do pequeno produtor. Não vem sendo assim, até antes do Wilson assumir, e por isso prometemos fazer diferente, mas não está sendo feito.

Semana passada, divulguei um produtor de alface querendo mercado e nenhum contato foi feito pela ADS, só o SEBRAE ajudou. Também recebi imagens de produtos da zona rural sem mercado.

Cadê a revisão da LEI DO PREME prometida na Audiência Pública.

Continua após a publicidade..

Cadê a distribuição da QUOTAS prometida na Audiência Pública.

Assim como a triste crise que passou o IDAM ano passado foi parar no colo do governador, que foi muito cobrado na reeleição, essa compra de poucos deixando o pequeno de fora tem gerado grande desconforto no meio rural.

Já dei várias sugestões que beneficiam o pequeno produtor rural e a agroindústria local, mas ignoram. Só me resta cobrar, porque sou cobrado pelo que falei no primeiro parágrafo. Criem o PREME AGROINDÚSTRIA, mas deixem o PREME ORIGINAL para o pequeno produtor rural. Todos ganham, e o governo sai fortalecido.

Continua após a publicidade..

Apesar de ter recebido no meu ZAP, os dados estão no Portal de Transparência.

THOMAZ RURAL

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



%d blogueiros gostam disto: