Imprensa mostra como brincam com a “Amazônia” e por isso chegamos a quase 60% de pobreza no estado mais rico e verde do MUNDO. Até quando?

Minha Opinião:

Mais uma comprovação de que alguns doutores em clima e ambiente brincam com a vida dos povos da floresta e, com isso, vão deixando, cada vez mais, milhares e milhares na pobreza. O governador Wilson recebeu, em 2019, o estado com metade na pobreza (o que mostra que não estava nada bem), e nos primeiros quatro de mandato (por travas ambientais impostas por pessoas do governo e fora dele) aumentou para 58%.

Muitos anos atrás, em 1985 ou 1965, alguns doutores em clima e ambiente disseram que em 2010 a “Amazônia seria uma imensidão de areia”. Isso está registrado nas páginas do centenário JC.

Cadê a “imensidão de areia”? Até hoje não vi essa IMENSIDÃO DE AREIA. Já estamos em 2023! 13 anos depois. Fica por isso mesmo, não vejo, fora o senador Plínio Valério, questionar esses dados que envolvem a região e prejudicam nosso AmaZONAS.

Este ano, em maio passado, o Jornal ÀCRÍTICA trouxe em manchete que a FLORESTA ESTÁ EM PÉ vale R$ 1,5 trilhão por ano, ou seja, não virou areal, nem ganhamos UM CENTAVO com a necessária FLORESA EM PÉ. Quem ganhou com o discurso?

Certo mesmo é que não virou AREAL, e a FLORESTA está em pé, é valiosa, mas alguns doutores em clima e ambiente não explicaram a afirmativa da IMENSIDÃO DE AREIA, ou onde ela está, nem transformaram o NOSSA VERDE em renda digna aos que moram no Amazonas.

Chegar aos 60% na pobreza é a prova de que tudo deve ser feito diferente, e por pessoas diferentes. Já deu!

THOMAZ RURAL

Participe do nosso grupo no Whatsapp e seja o primeiro a receber as notícias do blog ThomazRural!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Participe do nosso grupo no Whatsapp e seja o primeiro a receber as notícias do blog ThomazRural!


%d blogueiros gostam disto: