Além de receber R$ 36 milhões do Fundo Amazônia, o IMAZON apresenta dado que é papo furado no Amazonas. Até quando?

Continua após a publicidade..

Minha opinião:

IMAZON recebeu R$ 36 milhões do Fundo Amazônia e me vem com uma absurda conclusão que não cola ao Amazonas. E o pior, divulgando na imprensa nacional, imprensa local e certamente na internacional. Qual o objetivo? Captar recursos internacionais para “combater” o desmatamento. Só “esqueceram” de dizer que no AmaZONAS (estado que faz parte da AmazÔNIA, mas que não é a AmazÔNIA) tem 97% (informação do próprio secretário de meio ambiente, que tem origem na FAS), mas já chegamos a 60% de pobreza, sem ter o que comer. O estômago do caboclo, de 60% da população, está totalmente “desmatado” de alimentos. Isso eles não dizem! E nossos parlamentares engolem calados. Só tenho visto o Plínio Valério bater nessa tecla, nem os eleitos pelo interior, pelo caboclo, levantam a voz. Acho que deve ser assessoria que está falhando.

Continua após a publicidade..

Essa matéria do IMAZON no Valor Econômico, repercutida na ÀCRÍTICA não faz o menor sentido e verdade ao Estado do Amazonas com a floresta em pé e o homem deitado e com fome.

Falei Amazonas! Alguns usam o termo “Amazônia” para facilitar captar recursos internacionais e aplicar de forma equivocada. E pela semelhança com AmaZONAS, é o nosso caboclo que está pagando essa conta, a turma da canoa, a família da canoa.

Aqui temos 97% preservado, mas 60% na pobreza, e só vem aumentando independente de quem esteja no Planalto ou na “Compensa” nos últimos 21 anos.

Continua após a publicidade..

Não quero e nem vamos desmatar nada, pois o AGRO sabe a importância do clima e ambiente para a produção agropecuária.

Mas dizer que FLORESTA EM PÉ é significado de melhor qualidade de vida. Isso no Amazonas (falei Amazonas) não é verdade. Se fosse, com 97% preservado, a conta bancária do caboclo, do defensor da floresta, de TODOS, estava cheia de recursos financeiros do crédito de carbono, REDD+ e por aí vai. Mas, o que vimos, são discursos, promessas e esse futuro não chega NUNCA em nossa conta bancária, de quem aqui vive e é travado para produzir, até alimentos.

Vou repetir, temos 97% do estado preservado e 60% passando fome.

Continua após a publicidade..

A matéria tem um foco político visível, isso só atrapalha o Amazonas preservado. Por aqui, nenhum governo federal nos últimos 21 anos fez valer a floresta em pé para o bolso do caboclo, só de poucos. Desçam do palanque, por favor, o caboclo não merece essa enrolação, o Fundo Amazônia já voltou, o dinheiro vai chegar, só que é preciso ter regras humanas claras.

Aqui, nem a política ambiental chamada ZEE fizeram. Bem que esse milhões do IMAZON poderiam ter ido para esse fim, mas não foi.

Aqui, nem Pronaf agroecológico saiu.

Continua após a publicidade..

A matéria fala em PIB fraco da região, com tudo travado no Amazonas, nem Pronaf agroecológico anda, como querem um PIB acelerado no Amazonas. Se seguir a lógica da “pesquisa” do IMAZON o Amazonas com 97% seria um paraíso de felicidade e não de fome, como é hoje. Sei que o atual secretário de meio ambiente só foi uma vez na Embrapa em 4 anos, e no final do primeiro mandato do governador Wilson Lima, em período eleitoral. Como crescer o PIB do Amazonas como queremos e necessitamos com tudo travado, sem documento da terra, sem acesso ao crédito rural e o licenciamento ambiental mais lento do que nosso ZEE. Será que o IMAZON sabe a qualidade de vida do caboclo, dos 60% que nem comida tem.

Por aqui, sei que a FAS (com S, de sustentável) nunca foi a EMBRAPA, e veio conhecer o atual e competente Chefe Geral no lançamento do Plano Safra deste ano. Já sabe tudo, nem reunião técnica no estado participa. Ausente mesmo! Só vi uma recente visita à SEDECTI para fazer ACT antes da última COP. Será que já teria em mente esses milhões do banco alemão, pois é em parceria com o estado?

Temos que pegar esses bilhões e fazer o ZEE e levar as políticas públicas do estado e governo federal já existentes, sem inventar a roda, ao verdadeiro defensor da floresta, ao produtor rural, extrativista, pescador, manejador, piscicultor.

Já chega de enrolação! Tenham pena dos 60%!

THOMAZ RURAL

One thought on “Além de receber R$ 36 milhões do Fundo Amazônia, o IMAZON apresenta dado que é papo furado no Amazonas. Até quando?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



%d blogueiros gostam disto: