“…Somente no primeiro dia, a Nacib vendeu R$ 22.000,00…” na FENEARTE, com apoio do SEBRAE-AM e SETEMP

Continua após a publicidade..

Produtores do Amazonas lucram e ampliam horizontes em feira internacional de artesanato
Com apoio do Sebrae e da Setemp, artesãos relatam sucesso nas vendas e inspiração na Fenearte

O Amazonas está representado na Fenearte, maior feira de artesanato da América Latina, por 14 artesãos de cinco municípios. No evento, que ocorre entre 5 e 16 de julho, no Centro de Convenções de Pernambuco, em Olinda-PE, esses produtores já alcançaram o valor de R$ 273,5 mil em negócios, através da venda de mais de 4 mil peças. Eles celebraram a oportunidade de expor trabalhos essencialmente amazônicos.
As unidades produtivas presentes na feira representam aproximadamente 140 artesãos no estado e foram reunidas em trabalho promovido pelo Sebrae Amazonas e Secretaria Executiva do Trabalho e Empreendedorismo (Setemp), através do Programa do Artesanato Brasileiro (PAB). São produtores de São Gabriel da Cachoeira, Manaus, Careiro Castanho e Iranduba, além de produtos dos municípios de Maués, Benjamin Constant, Santa Isabel do Rio Negro e Novo Airão.
Para Zelinda Araújo, indígena da etnia Sateré Mawé, a participação na feira é uma oportunidade para empoderar o coletivo de mulheres indígenas. “Essa experiência só nos fortalece e nos mostrar mais sobre o mercado que o artesanato tem”, declarou.
“Participar da maior feira da América Latina proporciona muitas coisas que são essenciais para nós, comerciantes”, destacou Anderson Imperador, representante do grupo Surisawa Muraki. “As vendas, trocas de experiências, novos amigos, são alguns exemplos. Porém, particularmente, o contato com novos clientes é o que tem de mais valor”, disse.
Integrante do Núcleo de Arte e Cultura Indígena de Barcelos (Nacib), Alva Rosa, da etnia Tuyuca, celebrou a oportunidade de ampliar os clientes e se inspirar com trabalhos de outras regiões. “Posso dizer que a Fenearte é feira que o grupo Nacib mais vende. Somente no primeiro dia, a Nacib vendeu R$ 22.000,00”, revelou.
A diretora técnica do Sebrae Amazonas, Lamisse Cavalcanti, observou que a primeira semana da Fenearte é voltada ao público atacadista, o que gerou um bom volume de vendas. “O Sebrae fica muito feliz com esse resultado, posto que atende um dos nossos eixos que é elevar o faturamento dos pequenos negócios a partir de inserções do Sebrae. No caso, acesso a mercado”, pontuou.
A 23ª edição da Fenearte tem como tema “Louceiros de Pernambuco – Arte da Terra, Poesia das Mãos”, que visa homenagear a arte histórica feita com barro por povos indígenas.

Continua após a publicidade..
Participe do nosso grupo no Whatsapp e seja o primeiro a receber as notícias do blog ThomazRural!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Participe do nosso grupo no Whatsapp e seja o primeiro a receber as notícias do blog ThomazRural!


%d blogueiros gostam disto: