“Cidade Empreendedora” do SEBRAE-AM já chegou em seis municípios, estimativa é chegar em onze até final de 2023

Sebrae/AM e prefeituras executam programa de aceleração de desenvolvimento socioeconômico em seis municípios do Estado

A estimativa da instituição é que o programa Cidade Empreendedora seja executado em até 11 municípios do Amazonas até o final do ano

Um exemplo de atuação transformadora está acontecendo no Amazonas. Fruto de uma parceria com as prefeituras, o Sebrae Amazonas iniciou no mês de abril a implantação do Cidade Empreendedora, uma iniciativa que tem o objetivo de acelerar o desenvolvimento socioeconômico das cidades, promovendo a cultura empreendedora e, consequentemente, impactando positivamente na qualidade de vida dos empreendedores e da população das localidades onde o programa está sendo executado.

“Por meio do Cidade Empreendedora, o Sebrae Amazonas consegue atuar com todos os atores responsáveis pela transformação empreendedora de uma cidade: o empreendedor, o poder público e também a população que possam desenvolver uma habilidade profissional com potencial de se transformar em negócio num futuro próximo”, explica Ananda Carvalho Normando Pessôa, diretora superintendente do Sebrae/AM.

Apenas com quatro meses de implantação, o programa já está sendo executado nos municípios de Presidente Figueiredo, São Gabriel da Cachoeira, Santa Isabel do Rio Negro, Envira, Benjamin Constant e Novo Airão, onde prevê para as seis cidades e suas comunidades, em sua totalidade, mais de 700 ações até o final do ano.

Segundo a superintendente do Sebrae/Am, o programa intensifica a interiorização que a instituição já executa no estado, porém, agora, de maneira mais abrangente para os municípios. “O programa permite uma atuação mais duradoura e mais focada naquilo que o município e sua população de fato precisam”, explica Pessôa, que também lembra que a instituição pretende implantar até o final do ano o programa em até 11 municípios.

Escuta ativa – Uma das características do programa é em relação à escuta ativa, onde o corpo técnico do Sebrae/AM, juntamente com os secretários de cada prefeitura, realizam o levantamento das demandas de suas localidades, colocando em evidência a vocação econômica e as cadeias produtivas de cada município.

É a chamada personalização das ações de acordo com as particularidades de cada município, que são realizadas por meio de diagnósticos e planejamentos estratégicos, onde são identificadas as demandas e potenciais de desenvolvimento de cada localidade, direcionando as iniciativas de forma adequada e eficiente.

Além disso, Pessôa explica que “a equipe do Sebrae visita os pequenos negócios da cidade para escutar as demandas do empresariado. Essa escuta ativa propicia a personalização da atuação do Sebrae, acelerando a transformação e o desenvolvimento da cidade, dos negócios e do cidadão”.

O coordenador estadual do Cidade Empreendedora do Sebrae/AM, Marcelo Souza, acrescenta que a ideia do levantamento de demandas é importante para entender o formato de atuação local, levando em consideração os desafios logísticos e tecnológicos de cada município.

“Além de levar conhecimento técnico especializado voltado ao empreendedorismo, a gente acaba aprendendo com os municípios, e esse processo sempre é focado nos benefícios para a população”.

Parcerias – O programa está sendo implantado em parceria com as prefeituras dos municípios interessados em participar, onde o Sebrae alinha as ações que são desdobradas em 10 eixos estratégicos. Bem como explica a superintendente do Sebrae/Am, “a priorização de eixos por parte da gestão municipal torna-se decisivo para ampliação dos resultados gerados nas ações”.

A diretora complementa que os municípios interessados em aderir ao programa precisam ter “o desejo de transformar seu município por meio do empreendedorismo. Depois, estar disposto a atuar com a equipe de secretariado e o Sebrae na priorização dos eixos conforme a vocação do município, e por fim, ser ágil. Afinal, restam apenas 5 vagas”.

Com previsão de lançamento ainda para julho, o município de Atalaia do Norte está finalizando os alinhamentos para a adesão oficial, assim como estão em tratativas os municípios de Manaquiri, Coari, Ipixuna e Alvarães.

O programa – Através de uma agenda de trabalho conjunta, serão realizadas capacitações, consultorias, seminários e outras atividades que visam promover o empreendedorismo e a competitividade local, além de capacitar e implementar ações com os gestores públicos e com a prefeitura. A expectativa é que, com a implementação do Cidade Empreendedora, o estado do Amazonas possa desenvolver um ambiente mais favorável aos negócios, com impactos positivos na economia e na qualidade de vida da população.

O programa já se mostrou bem-sucedido em outras regiões do país, gerando resultados significativos. No total, 1.794 municípios já aderiram ao Cidade Empreendedora, em 2022, sendo o sudeste e nordeste liderando em números com mais municípios participantes.

Fonte: SEBRAE-AM

Participe do nosso grupo no Whatsapp e seja o primeiro a receber as notícias do blog ThomazRural!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Participe do nosso grupo no Whatsapp e seja o primeiro a receber as notícias do blog ThomazRural!


%d blogueiros gostam disto: