CPI das ONGs é manchete na imprensa paraense. E no Amazonas?

Acredito que tenha sido pela pauta tributária que o Amazonas ainda não acordou para o que foi feito pelas ONGs na última década, mas certamente a CPI ainda estará na mídia amazonense, na ALEAM, nas Câmaras, porque sabem que não podemos mais desperdiçar recursos quando já estamos chegando a 60% de pobres e com mais pessoas no BOLSA FAMÍLIA do que nos EMPREGOS GERADOS (dados 2022)

“…Os números sobre a atuação de organizações não-governamentais (ONGs) na Amazônia Legal são nebulosos. Além de levantamentos defasados no tempo e com metodologias variadas entre institutos, não há exigência de uma autorização específica para operar nesta região, o que dificulta ainda mais um mapeamento preciso. É sobre esse quebra-cabeça que se debruça a CPI das ONGs em curso no Senado...” senador Plínio Valério

Faça sua parte senador, alertando que tem mais R$ 78 milhões para o FUNDO FLORESTA direcionado sem critérios claros para execução.

THOMAZ RURAL

Participe do nosso grupo no Whatsapp e seja o primeiro a receber as notícias do blog ThomazRural!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Participe do nosso grupo no Whatsapp e seja o primeiro a receber as notícias do blog ThomazRural!


%d blogueiros gostam disto: