Programa “CIDADE EMPREENDEDORA” do SEBRAE-AM chega a Santa Isabel do Rio Negro

Cidade Empreendedora planeja ações para implantar programa em Santa Isabel do Rio Negro

O município será o terceiro a aderir ao programa no Amazonas

Para fortalecer o potencial turístico e empreendedor da região, a Prefeitura de Santa Isabel do Rio Negro, em parceria com o Sebrae Amazonas, vai implantar no mês de junho o Cidade Empreendedora, um programa que acelera o desenvolvimento socioeconômico do município.

Indicado por ser considerado o território dos tucunarés-açus, sendo assim um local propício à pesca esportiva e sustentável, além de possuir um alto potencial para exportação de peixes ornamentais que pode movimentar a economia local, Santa Isabel do Rio Negro será o terceiro município a aderir ao programa Cidade Empreendedora.

Serão sete meses de trabalho, onde serão aplicadas cerca de 100 soluções, que, segundo o prefeito José Ribamar Fontes Beleza, visam oferecer capacitações à população assim como aproximar os empreendedores do poder público. “Desenvolver o pequeno empreendedor, fazer o comércio crescer, além das atividades para o nosso município evoluir. Essa parceria com o Sebrae vai trazer a transformação para Santa Isabel do Rio Negro, que eu tenho certeza que vai estar preparada para expandir todo esse potencial”, explica o prefeito.

José Ribamar acrescenta que o Cidade Empreendedora chega em um momento propício de fortalecimento de emprego e renda para a região. “Então isso vai ser muito importante pra gente, a parceria com o Sebrae, ainda mais para as atividades de peixe ornamental, as atividades pesqueiras e da agricultura familiar também”.

No contexto do programa, as ações têm o objetivo de retomada da atividade da cadeia produtiva de peixe ornamental. Na bacia do Rio Negro, os peixes ornamentais já estiverem em evidência e representaram mais de 80% do total de peixes exportados por ano, além de possuir o reconhecimento do Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI) tendo a Indicação Geográfica (IG) do Rio Negro, que atesta a Indicação de Procedência (IP) para peixes ornamentais.

De acordo com o PIB da cidade, por exemplo, a agropecuária é a terceira atividade que mais agrega economicamente para o município, representando 74,7% da receita. Ainda, na bacia do Rio Negro, os peixes ornamentais agregam sendo mais de 80% do total de peixes exportados por ano, possuindo o reconhecimento do Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI) tendo a Indicação Geográfica (IG) do Rio Negro, que atesta a Indicação de Procedência (IP), para peixes ornamentais.

Com um trabalho em conjunto com outras instituições, o Cidade Empreendedora também está em parceria com o Ministério de Agricultura e Pecuária no Amazonas (MAPA), onde junta esforços para a retomada da Pesca Ornamental como instrumento de desenvolvimento sustentável para o município de Santa Isabel do Rio Negro, com previsão de uma rodada de negócios em formato digital.

Segundo o superintendente substituto do MAPA, Vinícius Lopes, com a atuação do programa no município o fortalecimento do setor é um investimento importante para a população.

“Não há dúvidas de que a estratégia Cidade Empreendedora já se consolida como uma importante ferramenta capaz de potencializar ações promovidas e apoiadas pelo MAPA no Amazonas, tal como a primeira Feira Internacional de Peixes Ornamentais do Rio Negro, em que o município de Santa Isabel, graças à parceria com o SEBRAE, deverá ter papel de destaque”, comenta Lopes.

Para o setor de peixes ornamentais, o programa alinha ações que serão voltadas para o Marketing, comércio e vendas de peixe ornamental; Boas práticas de manejo pós captura do peixe ornamental; Missão Caravana do peixe ornamental; Boas práticas no cultivo de peixe com adoção de tecnologia. Além do planejamento da primeira Feira Internacional do Peixe Ornamental.

Com o lançamento oficial do programa marcado para o dia 03 de junho, o mapeamento realizado pelo corpo técnico do Sebrae/AM com os representantes das secretarias municipais, o programa também vai levar soluções para os artesãos e empreendedores urbanos e rurais, com atividades voltadas para a gestão de marketing e fotografia para artesão; boas práticas da fabricação de farinha e seus derivados; boas práticas no cultivo do açaí; plantio de castanha; cultura do abacaxi e cultivo de frutíferas para a produção de polpas.

Ainda está no planejamento do Cidade Empreendedora a criação do Plano de Ordenamento Turístico (POT), que define ações elaboradas para fomentar o turismo no município, com base nas principais necessidades a fim de criar as estratégias necessárias para o impulsionamento do setor.

Participe do nosso grupo no Whatsapp e seja o primeiro a receber as notícias do blog ThomazRural!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Participe do nosso grupo no Whatsapp e seja o primeiro a receber as notícias do blog ThomazRural!


%d blogueiros gostam disto: