“…Quando a Amazônia é tão falada, usada, denegrida e exaltada, nós, amazônidas, é quem temos que falar sobre a Amazônia…”, criado o PARLAMAZ

Continua após a publicidade..

COM EMBAIXADORES E PARLAMENTARES DE PAÍSES DA REGIÃO AMAZÔNICA, PLÍNIO VALÉRIO PARTICIPA DE SOLENIDADE DE CRIAÇÃO DO PARLAMENTO DA AMAZÔNIA ( PARLAMAZ) E DO GRUPO PARLAMENTAR MULTIPARTIDÁRIO DE CONSERVAÇÃO E PRODUÇAO SUSTENTÁVEL DO CONGRESSO BRASILEIRO ( CAUCUS BRASIL)

BRASÍLIA. Na solenidade de celebração da declaração de criação do Grupo Parlamentar Multipartidário de Conservação e Produção Sustentável do Congresso brasileiro (Caucus Brasil), o senador Plínio Valério (PSDB-AM), defendeu que o Parlamento da Amazônia (Parlamaz) , que congrega representantes de países da Amazônia, atue para dar voz aos amazônidas sobre a preservação que querem implementar , sob o ponto de vista da população regional. Deputados , senadores e embaixadores dos países que compõem a frente parlamentar da Amazônia , vão encaminhar questões relacionadas à conservação e produção sustentável no Brasil, gestão ambiental e sua integração levando em conta aspectos sociais e econômicos que impactam a vida da população amazônida.

Continua após a publicidade..

_ A gente está unido e precisa encarar a Amazônia do ponto de visa amazônico. Quando a Amazônia é tão falada, usada, denegrida e exaltada, nós, amazônidas, é quem temos que falar sobre a Amazônia. Não aceitarmos o que vem de fora para dentro. Vejo a preocupação aqui com o intercâmbio econômico, mas minha preocupação primeira é encarar com nossos parceiros de Amazônia essa questão da política ambiental traçada de fora para dentro, que barra qualquer tipo de desenvolvimento para geração de renda para essa população empobrecida. Falar o que a gente pensa e o que a gente quer _ declarou Plínio Valério.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



%d blogueiros gostam disto: