Não acredito! É a ONG Suíça WWF que vai fazer a gestão das Terras Indígenas?

PLÍNIO ALERTA PARA GRAVIDADE DE ACORDO DO GOVERNO FEDERAL QUE ENTREGA GESTÃO TERRITORIAL E AMBIENTAL DE TERRAS INDÍGENAS PARA ONG SUÍÇA WWF. E QUESTIONA VERACIDADE CIENTÍFICA DE ESTUDO DA ONG ISA ATESTANDO QUE 397 TRIBOS INDÍGENAS PODEM SER IMPACTADAS POR QUALQUER OBRA DE RODOVIA, FERROVIA OU HIDRELÉTRICA NA AMAZÔNIA. O PRÓPRIO ESTUDO ADMITE QUE MUITAS DESSAS TRIBOS ISOLADAS QUE SERIAM IMPACTADAS NEM TIVERAM SUA EXISTÊNCIA CONFIRMADA PELA FUNAI
BRASÍLIA. Em discurso na tribuna do Senado hoje o senador Plínio Valério (PSDB-AM) denunciou um acordo que está sendo firmado pelo governo federal para entregar á ONG estrangeira World Wide Found (WWF) a área de gestão territorial e ambiental de terras indígenas. O acordo, que segundo Plínio coloca em risco a autonomia brasileira na administração de áreas indígenas, será firmado entre a Funai e a ONG suíça . Esse acordo prevê, como a própria Funai afirma, a presença da WWF na implementação da política nacional de gestão territorial e ambiental de terras indígenas. Autor da CPI das ONGs, o senador amazonense aproveitou para cobrar do presidente do Senado o envio dos ofícios para que os líderes dos bloco indiquem seus representantes para que seja logo instalada.
_ Vejam só a profundidade disso. Deixa eu repetir: o acordo prevê, com a presença da WWF, a implementação da política nacional de gestão territorial e ambiental de terras indígenas. Trata-se evidentemente de um absurdo, como mostra o nosso ex-Ministro e ex-Deputado Aldo Rebelo, dizendo que aí existe um franco conflito. E existe mesmo. As ONGs, em especial as ONGs de origem estrangeira, têm interesses muito diferentes dos nossos _ alertou Plínio.
Plínio também criticou a falta de comprovação científica de um estudo da ONG Instituto Socioambiental (ISA) assegurando que 397 terras indígenas podem ser impactadas _ muitas de existência não comprovada _ por futuras obras do governo Federal, como a construção de ferrovias, rodovias _ principalmente a BR 319 _ e a hidrelétrica de Roraima e o linhão de Tucuruí que obriga o uso excessivo das poluidoras termelétricas. O próprio estudo admite que pelo menos 92 povos isolados que ainda não tem sua existência confirmada pela Funai, podem ser impactados por essas obras.
_ Essa gente aposta sempre no desinteresse do brasileiro pela Amazônia e também no desconhecimento geral, mas, acima de tudo, aposta na certeza de que não serão contestados, de que não serão cobrados no futuro. O que vale é alarmar, o que vale é criar uma narrativa, o que vale é ter um discurso para pregar lá fora .Estão enganados! Nós estamos aqui contestando e assim que a CPI das ONGs for instalada chamaremos essa gente para nos explicar esse exagero de cuidado pela Amazônia, que os leva a mentir sempre, a pregar sempre o caos_ criticou Valério

Participe do nosso grupo no Whatsapp e seja o primeiro a receber as notícias do blog ThomazRural!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Participe do nosso grupo no Whatsapp e seja o primeiro a receber as notícias do blog ThomazRural!


%d blogueiros gostam disto: