Errou feio o Pauderney se não levou os atores que registro nesta postagem

Opinião do BLOG >

Li a matéria no site da SEDECTI. Vi que teve a presença do titular da SEDECTI, Pauderney Avelino, em debate com a bancada da agricultura no Congresso, a Frente Parlamentar da Agricultura.

Pra falar de agricultura no Amazonas teríamos de ter, no meu entendimento, a presença da FAEA, FETAGRI, EMBRAPA, Sistema SEPROR e o Sistema SEMA (tem 13 milhões de Euros). O Pauderney, com todo respeito, não entende desse setor, entende do setor industrial.

Espero, sinceramente, que, mais uma vez, para defender o modelo PIM/ZFM não tenha prometido a intocabilidade da floresta para fazer chover nos estados que produzem grãos em grande escala.

Temos como conciliar as duas coisas, a Embrapa, IDAM, Academia já sabem como fazer.

Jamais esquecer que temos 58% da população na pobreza, e como o próprio Pauderney afirmou, o modelo gera 100 mil empregos diretos e indiretos, mas temos 2,4 milhões na pobreza, sem emprego. Esses números confirmam que não podemos desperdiçar nenhuma atividade econômica no rico, gigante e diverso Amazonas.

Nosso setor do AGRO familiar e empresarial sempre foi aliado do PIM/ZFM, tem como andar juntos, jamais excluir, jamais ignorar que o AGRO familiar e empresaria é a único modelo de movimentar a economia no interior, de interiorizar o desenvolvimento. BIOECONOMIA já existe desde o tempo de Cabral, só que NUNCA conseguimos transformar em renda digna ao caboclo do interior que não desmatou e preservou a floresta para o mundo viver, se divertir e respirar. Não com projetinhos que geram miséria e só enrolam o guardião da floresta como vem acontecendo há décadas, e por isso a pobreza aumentou.

Não entendo ter como tema AGRICULTURA e deixar os principais atores do setor de fora desse debate. Pelo menos na matéria da SEDECTI não cita os nomes que registrei acima, profundos conhecedores da área. Se estiver errado, só me informar, que fazer o devido registro.

Por fim, dizer ao PAUDERNEY que se ele fizer o ZEE (enrolado pela SEMA por 4 anos) e outros gestores ambientais de outros governos por mais anos) já marcará seu nome na história do Estado. Lembro que a SEMA depois de enrolar na primeira gestão do governador Wilson passou a bola para a SEDECTI em 2021.

Só a UNIÃO salva a economia do interior do Amazonas!

Temos que produzir alimentos no Amazonas e cada vez mais aumentar o número de produtores rurais no Estado usando tecnologias sustentáveis, com acesso a assistência técnica e crédito rural.

THOMAZ RURAL

Participe do nosso grupo no Whatsapp e seja o primeiro a receber as notícias do blog ThomazRural!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Participe do nosso grupo no Whatsapp e seja o primeiro a receber as notícias do blog ThomazRural!


%d blogueiros gostam disto: