Conheça a estatística pesqueira da piracatinga no Amazonas

O Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Produção Rural (Sepror), divulgou, nesta terça-feira (14/03), no site da Secretaria, um informativo sobre a estatística pesqueira da piracatinga no estado.

O informativo faz parte de um Plano de Trabalho Multiinstitucional (PTM), da Secretaria Executiva Adjunta de Pesca e Aquicultura da Sepror, que traz os números sobre a atividade pesqueira da espécie no estado, organizados por eixos temáticos como: diagnóstico sobre a pesca e à comercialização da piracatinga, campanha de combate à pesca ilegal, plano estratégico de monitoramento e controle da pesca, desenvolvimento de iscas alternativas estabelecendo as diferentes etapas da cadeia produtiva, monitoramento das populações de botos e jacarés.

A pesca da espécie ocorre no estado, há pelo menos 30 (trinta), anos para fins comerciais, tendo como principal mercado consumidor a Colômbia, porém, em 2015, devido a utilização de iscas ilegais para a captura do pescado, o Governo Federal proibiu a pesca e a comercialização em todo o território nacional.

Os estudos para divulgação da estatística foram realizados em oito municípios: Benjamim Constant, Beruri, Fonte Boa, Manacapuru, Maraã, Santo Antônio do Içá, Tabatinga e Tefé, com 178 pescadores entrevistados sobre a pesca da piracatinga. As entrevistas foram realizadas no mês de maio de 2022, nos locais de desembarque de pescado, nas organizações da sociedade civil de pescadores (Colônias, Associações e Sindicatos) e nas unidades locais do Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Estado do Amazonas (Idam), nos municípios do interior do estado.

A estatística por espécies nativas “passará a ser publicada semestralmente com o objetivo de subsidiar o estado com informações que possam auxiliar a execução das políticas  públicas  e ao mesmo  tempo vislumbrar, mesmo  que de forma bem pontual, o esforço  de pesca associado ao desembarque, principais regiões produtivas e o perfil  das principais espécies  comercializadas”, afirmou o secretário adjunto, Márcio Pinheiro.

O informativo está disponível no link http://www.sepror.am.gov.br/wp-content/uploads/2023/03/Sepa-informativo.pdf e são de domínio público, podendo ser distribuídos e utilizados amplamente.

FOTOS: Divulgação/Emerson Martins/ Sepror

Sugestão de legenda

Foto 1: Coleta de informações, feita pela engenheira de pesca Márcia Melo Ramos

Foto 2: Pesca da Piracatinga

Informações para a Imprensa: Assessoria de Comunicação da Secretaria Estadual de Produção Rural (Sepror) Mayana Tomaz

Participe do nosso grupo no Whatsapp e seja o primeiro a receber as notícias do blog ThomazRural!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Participe do nosso grupo no Whatsapp e seja o primeiro a receber as notícias do blog ThomazRural!


%d blogueiros gostam disto: