É inaceitável continuar “criminalizando” o sul do Amazonas

Continua após a publicidade..

Opinião do BLOG >

Entristeço quando vejo afirmativas que acabam generalizando que no Amazonas está tudo errado, tudo é ilegal, ilícito e sempre no palanque político jogando a culpa para o gestor passado. Infelizmente é o que fez, em parte da entrevista, a servidora de 17 anos de INCRA que, segundo a matéria, é substituta da superintendência. Num estado que tem 97% preservado tá muito claro que nem tudo é ilícito ou ilegal, e que ambientalmente fizemos a nossa parte, o Incra fez sua parte com o quadro que tem, mas estamos pobres. Sabemos que tem coisa errada, que não é produtor rural que faz ilícitos, mas é quem vem pagando a conta desde 2003 quando entrevistas não deixam de forma clara quem comete atos ilegais. Temos que apontar quem erra no sul, norte, leste e oeste do AM para não prejudicar o produtor rural. Isso atrasa ainda mais matar a fome de 2,4 milhões de amazonenses. Bolsonaro não resolveu nossos principais problemas em 4 anos, assim como os governos do PT, em 15 anos, também não resolveram nossos principais gargalos.

Continua após a publicidade..

Com 17 anos de INCRA já deveria ter apresentado sugestões mais concretas na entrevista e não dizer que é preciso “realizar estudos” até porque ela mesma já disse o que precisa, e que já vem como pendência desde 2003 (ano que acompanho mais de perto).

O INCRA nunca teve sequer estrutura para emitir a DAP dos seus assentados no gigante Amazonas. Já fez até duas parcerias com o IDAM.

Todo governo tem acerto e tem erros, e com o Amazonas mais erros do que acerto. Sempre foi assim!

Continua após a publicidade..

Esse negócio de “crucificar” o sul do Amazonas é inaceitável e papo, em sua grande maioria, de ambientalistas que nem na Amazônia nasceram. Alguns paulistas, outros cariocas, cujo estado encheu o bolso com o carnaval repleto de turistas, inclusive ficaram com parte da minha grana que gastei lá.

Espero que a ALEAM e a BANCADA FEDERAL dê um basta nessas pessoas que remam contra o nosso estado, contra os ambientalistas que querem ficar bem e deixar o homem do interior na pobreza. Alguns afirmaram que a próxima pandemia vai começar por aqui, na região. Isso é brincadeira, e ainda vem falar em ecoturismo. Quem vem pra cá com essa afirmativa de que a próxima pandemia começa por aqui?

Nossa região, a Amazônia, o Amazonas, tem que ser defendido por quem nasceu neste chão, já chega de defensores que só querem ouvir a Alemanha, Noruega, França e ficam calados quando o assunto é CPI das ONGs. Estranho o silêncio de engenheiros florestais da UEA e UFAM nessa defesa. Parece que tem medo, se escondem….vocês precisam construir a liderança internacional que alguns tem, que sempre impressionou e impressiona os ocupantes da “Compensa”. Só que a pobreza só aumentou nessas décadas, então, nada adiantou, tem que mudar de interlocução se quiserem melhorar a vida das pessoas, porque a floresta tá em pé.

Continua após a publicidade..

THOMAZ RURAL

https://amazonasatual.com.br/sul-do-amazonas-e-celeiro-de-ilicitos-ambientais-diz-chefe-do-incra/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



%d blogueiros gostam disto: